EUA acredita que governo de Kiev autorizou atentado em Moscovo - Plataforma Media

EUA acredita que governo de Kiev autorizou atentado em Moscovo

As agências de informações dos Estados Unidos têm motivos para crer que alguém no governo ucraniano autorizou o ataque que, em agosto, matou Darya Dugina, a filha do influente propagandista do nacionalismo russo Alexander Dugin.

Segundo informações recolhidas pelo New York Times, os norte-americanos não só não participaram de forma alguma no ataque, como foram surpreendidos pelo atentado realizado com um carro armadilhado nos arredores de Moscovo.

A administração Biden terá ficado a saber das conclusões das secretas na semana passada.

Por mais do que uma vez desde o início da invasão, os ucranianos conseguiram atingir alvos na Rússia, mas na ressaca do atentado, Kiev negou qualquer envolvimento. Segundo o NYT, altos funcionários ucranianos reiteraram agora a sua versão ao serem questionados sobre as conclusões dos serviços secretos norte-americanos.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Related posts
Mundo

ONU alerta para risco de "inverno catastrófico" na Ucrânia após novos ataques russos

Sociedade

Bombardeio russo contra maternidade no sul da Ucrânia mata recém-nascido

Sociedade

Ucrânia contabiliza a morte de 438 crianças pelos russos desde fevereiro

Sociedade

Denúncias de crimes à porta do "inverno da sobreviência" na Ucrânia

Assine nossa Newsletter