Covid-19: Macau relaxa requerimentos a quem voa para o estrangeiro - Plataforma Media

Covid-19: Macau relaxa requerimentos a quem voa para o estrangeiro

Macau vai alargar, a partir da meia-noite (17 horas de hoje em Lisboa), de 48 horas para sete dias a validade do teste negativo da covid-19 exigido a quem apanha um voo na região chinesa.

O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus dos Serviços de Saúde de Macau (SSM) anunciou hoje a medida, que também se aplica aos voos para Singapura e Taiwan, as únicas rotas aéreas que atualmente ligam o território ao estrangeiro.

Ao contrário de Taiwan, que ainda impõe a todas as pessoas que chegam à ilha uma quarentena de três dias num hotel designado para o efeito, Singapura permite a entrada de visitantes sem quaisquer restrições.

O comunicado do centro referiu ainda que deixa de ser necessário qualquer teste para quem viaja para a região vizinha de Hong Kong, através da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau.

Leia ainda: Estratégia ‘zero casos’ é economicamente mais “racional”

Hong Kong não impõe quarentena a quem chega a Macau, mas exige um teste negativo da covid-19 realizado no espaço de 72 horas.

Já no que toca aos voos para a China continental, o território irá também exigir um teste negativo realizado no máximo sete dias antes da partida.

No entanto, o comunicado sublinhou que algumas regiões da China têm requerimentos mais apertados, que podem ir até à exigência de um teste realizado 24 horas antes da partida.

Macau segue a política de zero casos imposta por Pequim, apostando na testagem massiva da população e em confinamentos para evitar a propagação dos casos de covid-19.

Ao contrário do que acontece para quem entra pela fronteira com a China continental, quem chega do estrangeiro ou de Hong Kong continua a ser obrigado a cumprir uma quarentena de sete dias num hotel, seguido de três dias de “autovigilância médica” que pode ser feita em casa.

Macau registou seis mortos e pouco mais de 1.800 casos desde o início da pandemia.

Related posts
ChinaEconomia

Redução de quarentenas não garante entrada de mais turistas, considera Ho Iat Seng

MacauSociedade

Detectado novo caso positivo em Macau relacionado com estudante

ChinaEconomia

Covid zero para manter em Macau, mas restrições devem ser aliviadas em 2023

ChinaEconomia

Dois casos positivos não elevam risco de infecção em Macau

Assine nossa Newsletter