Brasil ultrapassa número de incêndios registado em todo o ano de 2021 - Plataforma Media

Brasil ultrapassa número de incêndios registado em todo o ano de 2021

 O Brasil registou mais incêndios florestais na Amazónia em menos de nove meses do que em todo o ano de 2021, segundo os números oficiais divulgados na segunda-feira

Os satélites do Instituto Nacional de Investigação Espacial (INPE) identificaram 75.592 locais de incêndio na maior floresta tropical do mundo desde Janeiro de 2022 até aos dias de hoje, em comparação com um total de 75.090 no ano passado.

Este setembro tem sido particularmente devastador: em apenas uma semana, o número de incêndios detetados na Amazónia já era superior ao total para o mesmo mês em 2021.

Em setembro do ano passado, o instituto registou 16.742 incêndios. A completar três semanas de setembro, quase 30.000 incêndios já foram identificados desde o início do mês, o que poderá ser um dos piores de que há registo.

“Estes incêndios florestais são uma tragédia à espera de acontecer. Durante os quatro anos do mandato (do presidente da extrema-direita Jair Bolsonaro), vivemos um dos períodos mais negros para o nosso ambiente”, reagiu o porta-voz da filial brasileira do Greenpeace na Amazónia, André Freitas.

“Todos aqueles que praticam atividades ilegais aproveitaram este contexto para avançar na floresta”, lamentou.

O Presidente Bolsonaro, Jair Bolsonaro, que procura ser reeleito a 02 de outubro, é acusado de favorecer a exploração mineira e agrícola na Amazónia, em detrimento da floresta.

Desde que Bolsonaro chegou ao poder em janeiro de 2019, o desmatamento médio anual na Amazónia brasileira aumentou 75% em comparação com a década anterior. 

Em agosto, a desflorestação cobriu 1.661 km2, quase o dobro da área desmatada no mesmo período do ano passado (918 km2).

Related posts
ChinaMundo

China reafirma o seu compromisso na luta contra as alterações climáticas

BrasilEconomia

Incêndios na Amazónia brasileira aumentam 20,4% em outubro

Portugal

Costa no Egito na COP27 em defesa de uma transição ambiental mais inclusiva

MundoSociedade

Poluição atmosférica em África é "assassino silencioso"

Assine nossa Newsletter