Rushdie mantém "sentido de humor" - Plataforma Media

Rushdie mantém “sentido de humor”

Um dia de pois de Hadi Matar, o norte-americano de origem libanesa de 24 anos que o atacou à facada na sexta-feira ter-se dito “inocente” de tentativa de homicídio, surgiram as primeiras boas notícias sobre o estado de saúde de Salman Rushdie. Enquanto o seu atacante aguarda na prisão nova audiência em tribunal no dia 19 e as autoridades continuam à procura do motivo por detrás do ataque, durante um evento no estado de Nova Iorque, o escritor já não precisava este domingo de ajuda do respirador para respirar. Segundo o seu agente literário, o homem que em 1989 viu uma fatwa do ayatollah Khomeni, guia supremo do Irão, apelar à sua morte após a publicação no ano anterior do seu livro Os Versículos Satânicos, considerado blasfemo por muitos muçulmanos, não só já disse as primeiras palavras, como o filho de Rushdie veio mesmo garantir que o pai “o seu habitual sentido de humor acutilante e desafiador”.

“Depois do ataque de sexta-feira, o meu pai continua em estado grave no hospital, a receber tratamento médico”, escreveu no Twitter Zazar Rusdhie. O escritor britânico-americano, nascido em Bombaim há 75 anos, foi esfaqueado várias vezes no pescoço e no abdómen. As primeiras notícias dão conta de que poderá perder um olho, tendo ainda sofrido ferimentos graves num braço e no fígado.

Leia ainda: Escritor argentino Alberto Manguel doa 40 mil livros da sua biblioteca pessoal a Lisboa

“Apesar dos seus ferimentos serem extensos, o seu sentido de humor acutilante e desafiador continua intacto”, escreveu Zafar Rushdie. O escritor, que ganhou fama mundial em 1981 com o romance Os Filhos da Meia-Noite, que lhe valeu o prémio Booker nesse anos, disse as primeiras palavras depois de deixar o ventilador. “Começou o caminho da recuperação”, afirmou ainda o seu agente literário. “Vai levar tempo. Os ferimentos são graves, mas a sua condição está a ir no caminho certo”, afirmou Andrew Wyllie num comunicado enviado aos media.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter