Pequim condena passagem de navio de guerra dos EUA por Taiwan - Plataforma Media

Pequim condena passagem de navio de guerra dos EUA por Taiwan

O governo chinês condenou, nesta quarta-feira (20), a passagem de um navio de guerra americano pelo Estreito de Taiwan, acusando os Estados Unidos de quererem “destruir a paz e a estabilidade” deste corredor estratégico que separa a ilha da China continental. 

“As frequentes provocações e fanfarrices dos EUA demonstram plenamente que os EUA estão destruindo a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan”, ao mesmo tempo em que criam riscos, disse o porta-voz do Comando do Teatro Leste da China, coronel Shi Yi.

Na terça-feira, o “USS Benfold“, um destróier da classe Arleigh Burke, “conduziu uma passagem de rotina pelo Estreito de Taiwan em águas internacionais”, disse a Sétima Frota dos Estados Unidos.

Leia também: China ameaça tomar “medidas fortes e determinadas” se Pelosi visitar Taiwan

“O navio transitou por um corredor do Estreito que está além do mar territorial de qualquer Estado costeiro”, acrescenta o comunicado.  As forças chinesas estão sempre “em alerta máximo para (resolutamente) preservar a soberania nacional e a integridade territorial”, destacou o coronel chinês. 

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que monitorou de perto a passagem do navio e que “a situação era normal”.  Pequim considera Taiwan como parte de seu território que retornará ao seu controle, mesmo que pela força. Nesse contexto, o estreito de 180 quilômetros que separa a ilha da China continental é uma questão delicada. 

Os Estados Unidos e seus aliados veem o Estreito de Taiwan, por sua vez, como parte das águas internacionais abertas a todos. Desde janeiro, os navios de guerra americanos atravessam este canal quase todos os meses.

Leia também: China avisa EUA de que “reagirá firmemente” a provocações na questão de Taiwan

Em junho, o Ministério chinês das Relações Exteriores reivindicou que “a China tem soberania, direitos soberanos e jurisdição sobre o Estreito de Taiwan”.

“É uma alegação falsa que alguns países chamem o Estreito de Taiwan de ‘águas internacionais’ para encontrar um pretexto para manipular questões relacionadas a Taiwan e ameaçar a soberania e a segurança da China”, disse o porta-voz chinês.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
ChinaPolítica

Aviões de continente no espaço aéreo da ilha será considerado um "ataque"

ChinaPolítica

Taiwan: Pequim considera comentários de Biden “grave violação” de compromissos

ChinaMundo

Biden afirma que forças dos EUA defenderiam Taiwan em caso de invasão da China

MundoSociedade

Taiwan: Sismo derrubou prédio e “prendeu” 400 turistas em montanha

Assine nossa Newsletter