Aborto de menina de 11 anos vítima de violação "é inadmissível" - Plataforma Media

Aborto de menina de 11 anos vítima de violação “é inadmissível”

O Presidente brasileiro Jair Bolsonaro descreveu hoje como inadmissível o aborto feito num hospital público, após controvérsia judicial, por uma menina de 11 anos que engravidou em resultado de violação.

“Um bebé de sete meses de gestação não se discute a forma que ele foi gerado, se está amparada ou não pela lei. É inadmissível falar em tirar a vida desse ser indefeso!”, disse Bolsonaro, na rede social Twitter.

O líder brasileiro disse ainda que a menina de 11 anos e o feto foram ambos vítimas do “assédio maligno de grupos pró-aborto”.

“Solicitei ao MJ [Ministério de Justiça] e ao MMFDH [Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos] que apurem os abusos cometidos pelos envolvidos nesse processo”, disse Bolsonaro, que deu como exemplo a “violação do sigilo de justiça”.

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter