Fotojornalista foi "executado a sangue-frio" por tropas russas - Plataforma Media

Fotojornalista foi “executado a sangue-frio” por tropas russas

O fotojornalista ucraniano Maks Levin, cujo corpo sem vida foi encontrado em abril, a 20 quilómetros a norte de Kiev, foi “executado a sangue-frio” por tropas russas, avançou a organização não-governamental (ONG) Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

Num relatório publicado hoje após uma investigação, a RSF considera provado que Levin e um amigo, o soldado Oleksiy Chernyshov foram executados por soldados russos em 13 de março numa floresta perto da cidade de Doshchun, provavelmente depois de interrogados e torturados.,

O secretário-geral da RSF, Christophe Deloire, disse que “num contexto de guerra fortemente marcado pela propaganda e censura do Kremlin, Maks Levin e o seu amigo pagaram com a vida a sua luta por uma informação verdadeira”.

Leia mais em TSF

Related posts
Sociedade

Incêndio faz explodir depósito de munições do exército russo na Crimeia

Política

Ucrânia rejeita responsabilidade por explosões em base aérea na Crimeia

Sociedade

Rússia relata explosão de munições em base aérea na Crimeia, sem vítimas

Sociedade

Romenos aconselhados a comprar comprimidos de iodo por risco de desastre nuclear

Assine nossa Newsletter