Paula Rego: morreu a pintora das histórias contra a opressão - Plataforma Media

Paula Rego: morreu a pintora das histórias contra a opressão

A pintora Paula Rego, uma das mais aclamadas e premiadas artistas portuguesas a nível internacional, morreu na manhã desta quarta-feira em Londres, aos 87 anos, disse à agência Lusa fonte próxima da família. De acordo com o galerista Rui Brito, a artista “morreu calmamente em casa, junto dos filhos”.

O Governo vai decretar, em articulação com o Presidente da República, luto nacional pela morte da pintora Paula Rego, indicou à agência Lusa fonte do Ministério da Cultura.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já reagiu à morte da pintora Paula Rego, notícia que tomou conhecimento em Braga, onde este ano decorrem as comemorações do 10 de junho, Dia de Portugal.

“Eu tinha estado muito recentemente com o filho na inauguração da exposição em Londres [Galeria Tate Britain], depois em Haia [Países Baixos] e em Málaga, Espanha. Era uma homenagem numa altura em que se sabia que Paula Rego estava já doente, bastante doente”, começou por dizer aos jornalistas.

Leia mais em Diário de Notícias

Related posts
CulturaPortugal

"Um grande testemunho do meu tempo." Graça Morais  expõe Anjos e Lobos

CulturaMacau

10 de junho: “Metropolis”, de António Mil-Homens, abre portas dia 31 

ChinaCultura

A professora que representa Portugal na Bienal de Pequim

CulturaMacau

Artistas locais levam a “verdade sobre Macau” a Milão

Assine nossa Newsletter