Japão pede a China "papel responsável" na crise da Ucrânia - Plataforma Media

Japão pede a China “papel responsável” na crise da Ucrânia

O ministro das Relações Exteriores do Japão pediu a China que desempenhe um “papel responsável” na crise pela invasão russa da Ucrânia, durante a primeira conversa com o seu colega em Pequim em seis meses.

O Japão se uniu aos países ocidentais ao adotar sanções contra a Rússia, mas a China evitou condenar a invasão iniciada por Moscou.

O ministro japonês Yoshimasa Hayashi disse ao colega chinês Wang Yi que a invasão da Rússia “é uma clara violação da Carta das Nações Unidas e de outras leis internacionais”. Ele fez um apelo para que a China desempenhe um “papel responsável em manter a paz internacional e segurança”, afirmou o ministério em um comunicado.

Esta foi a primeira conversa entre os chefes da diplomacia dos países desde novembro, segundo o ministério japonês, e aconteceu em um contexto de tensões geopolíticas pela situação na Ucrânia e a crescente influência chinesa na região Ásia-Pacífico.

O Japão observa a expansão com preocupação, mas, ao mesmo tempo, deve evitar disputas abertas porque a China é o principal parceiro comercial do país.

Artigos relacionados
MundoPolítica

CS da ONU reúne-se de emergência devido aos ataques contra alvos civis na Ucrânia

Política

Moscovo acusa Alemanha de 'histeria russofóbica'

Sociedade

Fotojornalista foi "executado a sangue-frio" por tropas russas

Política

Ucrânia e Rússia negociarão na Turquia sobre cereais

Assine nossa Newsletter