Coleção de arte Macklowe torna-se a mais cara já vendida em leilão - Plataforma Media

Coleção de arte Macklowe torna-se a mais cara já vendida em leilão

A famosa coleção Macklowe, objeto de uma batalha de divórcio entre um magnata imobiliário de Nova York e sua ex-mulher, tornou-se nesta segunda-feira a coleção de arte mais cara já vendida

A casa de leilões Sotheby’s vendeu sua segunda oferta de obras da coleção por US$ 246,1 milhões, elevando o valor total do grupo de pinturas a US$ 922,2 milhões, disse um porta-voz à AFP.

A soma supera os US$ 835,1 milhões arrecadados em 2018 pela coleção Rockefeller, que ostentava o recorde de coleção particular mais cara já vendida em leilão.

A Sotheby’s ganhou os direitos de venda das obras da coleção Macklowe em setembro. Vendeu um total de 35 peças de arte em novembro, por um total de US$ 676,1 milhões, antes da venda de outras 30 obras nesta segunda-feira.

Durante o processo de divórcio, o multimilionário Harry Macklowe e sua ex-mulher Linda não conseguiram chegar a um acordo sobre o valor da vasta coleção. Um juiz de Nova York decidiu em 2018 que eles deveriam vender as 65 obras e dividir o lucro.

Artigos relacionados
MundoPolítica

Audiências sobre ataque ao Capitólio dos EUA suspensas no meio de enxurrada de novas evidências

MundoPolítica

Comité do Congresso dos EUA analisa pressões de Trump para reverter eleições

MundoSociedade

Jornalista russo leiloa medalha do Nobel em benefício de crianças ucranianas

Política

Zelensky "grato" por "importante" nova ajuda militar dos Estados Unidos

Assine nossa Newsletter