Turismo de Macau não pode depender só do interior da China

Turismo de Macau não pode depender só do interior da China

A indústria do turismo de Macau deve diversificar-se a outras regiões na Ásia e não pode ser tão dependente do Interior da China

A garantia foi dada hoje por Ho Iat Seng aos deputados da Assembleia Legislativa depois de ser questionado por Cheong Kin Chung sobre os planos do Governo para a revitalização do sector do turismo de Macau, muito afectado com as medidas sanitárias de controlo da pandemia.

Apesar de não abordar a possibilidade de reabertura das fronteiras, Ho Iat Seng assinalou que está na altura de explorar outros mercados.

“Será que vamos depender de um só mercado? Em 1999 já tínhamos seis ou sete milhões de visitantes. Na altura, a dependência não era do interior da China, mas sim da Ásia, Japão, Tailândia, etc. Agora, o nosso mercado é muito único e portanto para o pessoal do Turismo acho que temos uma questão nova a ponderar. Portanto, nesta conjuntura, como é que nós conseguimos explorar outros mercados.

Leia mais em TDM

Assine nossa Newsletter