UE diz que Rússia está a cometer "crime de guerra em massa"

UE diz que Rússia está a cometer em Mariupol “crime de guerra em massa”

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, considerou hoje que a Rússia está a cometer em Mariupol “um crime de guerra em massa” e disse que o Presidente russo Vladimir “Putin merece a mais forte condenação do mundo civilizado”.

“A Rússia está a cometer muitos crimes de guerra, é esse o termo, tenho de o dizer. O que se está a passar em Mariupol é um crime de guerra em massa. Estão a destruir tudo, a bombardear e a matar todos, de uma forma indiscriminada. Isto é algo horrível que temos de condenar nos termos mais fortes. É um crime de guerra em massa”, afirmou, à entrada para uma reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, em Bruxelas.

Apontando que a cidade de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, “vai ser completamente destruída, e as pessoas lá estão a morrer”, Josep Borrell, questionado pelos jornalistas sobre a utilização de mísseis hipersónicos pelo exército russo, disse que “sim, a Rússia está a usar todas as suas capacidades militares, e o problema é que estão a usá-las contra os civis”.

“Não é uma guerra, é a destruição em massa de um país sem qualquer consideração pela lei da guerra. Porque a guerra também tem leis. Moralmente, já perderam, pois o que estão a fazer é à margem de qualquer lei. Putin merece a mais forte condenação do mundo civilizado”, afirmou.

Related posts
AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

DesportoSociedade

Beckham cedeu as redes sociais a uma médica ucraniana

MundoPolítica

Zelensky denuncia bombardeio e diz-se disposto a conversar com Putin

MundoPolítica

Ucrânia: Biden visita Polónia durante viagem à Europa

MundoPolítica

Ucrânia: Ucranianos recusam-se a depor as armas em Mariupol

Assine nossa Newsletter