Papa visita crianças ucranianas internadas em hospital - Plataforma Media

Papa visita crianças ucranianas internadas em hospital

O papa Francisco visitou este sábado o Hospital Pediátrico Bambino Gesù, equipamento hospitalar gerido pelo Vaticano e onde estão internadas crianças que deixaram a Ucrânia devido à guerra.

A visita surpresa ocorreu cerca das 16:00 e entre as crianças ucranianas visitadas estavam também vítimas de ferimentos na sequência de bombardeamentos por parte da Rússia, descreveu a agência de notícias Efe.

O Vaticano disse que atualmente há 19 crianças ucranianas entre a sede em Roma e a do hospital na cidade de Palidoro, nos arredores da capital, enquanto as que chegaram desde o início da guerra são cerca de 50.

“O papa parou nas salas e visitou todos os pequenos presentes, antes de retornar ao Vaticano.”

Francisco decidiu realizar esta visita após ter recebido hoje em audiência o Coro Antoniano, ao qual pediu para rezarem pelas crianças ucranianas.

Entre as crianças internadas há quatro meninas que foram acompanhadas por uma associação de voluntários e que sofreram ferimentos graves de guerra.

De acordo com o chefe de Cirurgia Plástica e Maxilofacial do hospital, Mario Zama, duas das crianças internadas sofreram amputação do membro superior e outras duas meninas sofreram traumatismo craniofacial bastante grave.

Esta visita ocorre depois de na sexta-feira, o papa Francisco ter condenado “o perverso abuso de poder” patente na agressão russa à Ucrânia e ter pedido ajuda para os ucranianos, atacados na sua “identidade, história e tradição” e que têm direito a “defender a sua terra”.

Leia mais em TSF

Related posts
MacauSociedade

Universidade de Macau aposta na internacionalização

AngolaPolítica

UNITA diz que Tribunal Constitucional aceitou providência cautelar

AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

Sociedade

Dois leões e dois tigres ucranianos refugiados na Holanda

Política

Russa "Tio Vânia" poderá substituir McDonald´s naquele país

Sociedade

Carrinhos de bebé vazios simbolizam crianças mortas na guerra

Política

UE tem dados "credíveis" de que a China pondera dar apoio militar à Rússia

Assine nossa Newsletter