Historiadores elaboram manual sobre a História dos PALOP -

Historiadores elaboram manual sobre a História dos PALOP

Historiadores dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) iniciaram, ontem, em Luanda, discussões técnicas para a elaboração do manual que retrata a história da luta de libertação dos respectivos Estados.

A reunião, com duração de dois dias, surge na sequência da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo do Fórum PALOP, decorrida, em Abril do ano passado, em Luanda, por videoconferência.

Em concreto, os participantes procuram articular questões relacionadas com o volume, a estrutura e temas a serem desenvolvidos na obra.

Segundo a historiadora angolana Rosa Cruz e Silva, o objectivo é garantir a preservação do legado histórico e dos monumentos constituídos pelos campos de concentração, onde estiveram os nacionalistas destes países.

Para a implementação do projecto de elaboração da História sobre a luta de libertação dos PALOP, explicou que Angola contribui com um milhão e 800 mil euros.

No caso de Angola, adiantou, pretende-se retomar, no manual, entrevistas de antigos combatentes e conteúdos escritos e orais que retratam a história do país.

A historiadora acrescentou que a Comissão, de carácter institucional, vai dedicar-se à recolha de entrevistas aos sobreviventes e antigos combatentes da Guiné-Bissau, Cabo Verde e Angola, bem como nas instituições e movimentos de libertação que se fixaram em vários pontos do mundo, como Argélia, Marrocos, na República da Guiné e no Ghana.

“As equipas vão desdobrar-se nesse sentido, para que os textos que venhamos a produzir possam reflectir o que foi, de facto, essa longa trajectória e todos os momentos de libertação”, explicou.

Leia mais em Jornal de Angola

Related posts
AngolaPolítica

UNITA diz que Tribunal Constitucional aceitou providência cautelar

AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

PortugalSociedade

Portugal alarga viagens não essenciais aos PALOP

AngolaBrasil

Livre circulação nos países lusófonos - Veja o PDF

AngolaBrasil

Um acordo de mobilidade (ainda) mínimo que levanta preocupações nos PALOP

AngolaCultura

Marimba junta música de Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor-Leste

Assine nossa Newsletter