África do Sul é o país mais desigual do mundo, diz Banco Mundial

África do Sul é o país mais desigual do mundo, diz Banco Mundial

A África do Sul é o país mais desigual do mundo e o aspeto racial é um dos fatores determinantes, numa sociedade onde 10% da população detém mais de 80% da riqueza, segundo um relatório do Banco Mundial publicado esta quarta-feira

“A África do Sul, o maior país da UAAA (União Aduaneira da África Austral), é o país mais desigual do mundo em uma lista de 164 países”, disse a instituição em um documento intitulado “Desigualdades na África Austral“.

Relatórios anteriores também colocavam o país africano em primeiro lugar nessa categoria.

Trinta anos após o fim do apartheid, “a raça continua a ser um fator chave na elevada desigualdade na África do Sul devido ao seu impacto na educação e no mercado de trabalho”, explicou o Banco Mundial.

O fator racial é responsável pelos 41% de desigualdade de renda e 30% na educação.

“O legado do colonialismo e do apartheid enraizados na segregação racial e espacial continua reforçando as desigualdades”, aponta o estudo.

Outros países da África Austral, como Botswana, Essuatíni, Lesoto e Namíbia, estão também no topo da lista, o que torna a região a mais desigual do mundo, segundo a instituição.

O género também desempenha um papel importante. Nessa região, as mulheres recebem em média 30% menos do que os homens com escolaridade equivalente.

Related posts
AngolaEconomia

Desenvolvimento da agricultura suportado por projecto comercial

MundoSociedade

ONU alerta para linguagem estigmatizante de informações sobre surto de "Monkeypox"

MundoSociedade

EUA de luto após massacre 'racista'

Sociedade

Vídeo mostram homem negro a ser morto a tiro pela polícia nos EUA

Assine nossa Newsletter