Apple lança iPhone low cost 5G, novo iPad Air e chip M1 Ultra -

Apple lança iPhone low cost 5G, novo iPad Air e chip M1 Ultra

O primeiro evento da Apple em 2022 trouxe uma atualização do hardware que vai levar a conectividade 5G aos seus dispositivos de preço mais acessível. O CEO Tim Cook acaba de revelar o iPhone SE 5G, disponível a partir de 18 de março, com um preço que começa nos 429 dólares.

É a versão mais barata do smartphone da marca, que com esta renovação passa a ter o chip de alto desempenho A15 Bionic e a última geração de comunicações móveis.

“Isto é importante para os nossos atuais clientes que querem um iPhone mais pequeno com excelente valor”, disse Tim Cook, numa apresentação pré-gravada na sede da empresa em Cupertino.

O executivo disse também que o lançamento será importante para atrair novos utilizadores, referindo que a Apple conquistou “mais novos clientes com o alinhamento iPhone 13 que em qualquer um dos cinco lançamentos anteriores.” Talvez também por isso, com os resultados positivos dos últimos smartphones, Cook aproveitou o evento para introduzir dois novos tons de verde para o iPhone 13.

Já o iPhone SE 5G virá em três cores – branco, preto e vermelho (Product RED). A gestora de produto Francesca Sweet disse que o chip A15 Bionic permite ao iPhone SE 5G ter um desempenho “mais rápido que toda a concorrência em qualquer nível de preço” e foi “desenhado para durar”, com a mesma construção em vidro que o iPhone 13 e 13 Pro.

Mas este continua a ter um botão “Home”, com leitor de impressão digital. Outras características são uma melhor duração da bateria, os estilos fotográficos introduzidos no iPhone 13 e capacidades inteligentes para proteger a privacidade “que não eram possíveis com outros smartphones.”

Sweet disse também que “trazer este nível de desempenho ao smartphone mais acessível é algo que só a Apple consegue fazer.”

Outra novidade no hardware é o iPad Air 5G. A responsável Angellina Kyazike afirmou que o próximo tablet da marca “dá um salto maciço no desempenho”, visto que passa a ter o chip M1, o mesmo do iPad Pro. Isto significa uma performance até 60% mais rápida que a do A14 na geração anterior.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
AngolaPolítica

UNITA diz que Tribunal Constitucional aceitou providência cautelar

AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

Lifestyle

Rede social de Donald Trump estreia esta semana

Hong KongPolítica

“Desaparecimento quase completo” dos ‘media’ independentes de HK

BrasilEconomia

Grupo brasileiro quer investir 700 milhões num Silicon Valley em Gaia

Mundo

Meta recua 26% em WS e tem a maior redução de capitalização bolsista

Assine nossa Newsletter