Abrandamento da China vai prejudicar exportações de Angola

Abrandamento da China vai prejudicar exportações de Angola

A consultora Fitch Solutions considerou ontem que o abrandamento do crescimento económico na China vai prejudicar as exportações dos países de África, nomeadamente em Angola, cujas vendas à China valem mais de 20 por cento do PIB

“O impacto da diminuição das importações chinesas vai ser sentido de forma diferente nos mercados emergentes, principalmente nos 17 países cujas exportações para a China valem mais de 4 por cento do PIB”, lê-se num relatório da Fitch Solutions, que aponta que o abrandamento chinês para 5,4 por cento este ano será particularmente sentido “nos exportadores de matérias-primas Angola, República do Congo e Mauritânia, cujas exportações para a China valem mais de 20 por cento “.

De acordo com a análise desta consultora detida pelos mesmos donos da agência de notação financeira Fitch Ratings, “o abrandamento chinês para 5,4 por cento será fortemente sentido na produção económica dos mercados emergentes a nível global devido ao tamanho e à integração internacional da economia chinesa”.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
AngolaEconomia

Angola cresce acima de 3% até 2025

ChinaEconomia

Crescimento da China de 0,4% no 2º trimestre devido a confinamentos

EconomiaPortugal

Guerra faz cair para metade as exportações portuguesas para a Rússia

ChinaEconomia

Crescimento “lento” no próximo trimestre em Macau

Assine nossa Newsletter