Portugal pode ultrapassar os sete milhões de infetados na primavera -

Portugal pode ultrapassar os sete milhões de infetados na primavera

Janeiro já soma mais de 830 mil novas infeções em Portugal. É o equivalente ao registado nos primeiros 12 meses de pandemia. Casos até aos 9 anos duplicam. País pode ultrapassar os sete milhões na primavera.

De dia para dia, janeiro tem batido recordes de novas infeções por SARS-CoV-2. Só neste mês, e até ao passado domingo, contabilizavam-se mais de 830 mil novos casos. Tanto quanto o registado nos primeiros 12 meses de pandemia. Com pressão sobre os mais novos: daquele total, a faixa dos zero aos 19 anos responde por um quarto. Com as infeções nos mais pequenos, até aos nove anos, a duplicarem. Com esta velocidade de transmissão, o epidemiologista Manuel Carmo Gomes estima que poderemos chegar à primavera com mais de sete milhões de portugueses infetados.

Analisando o boletim de ontem da Direção-Geral da Saúde (DGS), que reporta a domingo e os dados epidemiológicos de 1 de janeiro, o país soma já mais de 830 mil casos só neste mês. O que equivale, explica, ao JN, o matemático Carlos Antunes, “aos infetados nos primeiros 12 meses da pandemia”, que teve o seu início em março de 2020. No domingo, em termos acumulados, Portugal registava 2,255 milhões de casos confirmados. Olhando às faixas etárias e analisando este mês, o grupo até aos nove anos de idade é o que regista maior crescimento, duplicando o número de casos. Em 23 dias, mais de 101 mil menores contraíram o vírus. Seguem-se os dez aos 19 anos, com um crescimento de 74% (mais 114 mil). Somando os dois grupos, respondem assim por um quarto dos casos no período em análise. A que não é alheio, sublinha o professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, a abertura das escolas.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter