Bolsonaro divulga vídeo onde homem descreve vacinas como "porcaria"

Bolsonaro divulga vídeo onde homem descreve vacinas como “porcaria”

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, divulgou hoje nas suas redes sociais um vídeo em que um homem não identificado critica as vacinas contra a covid-19 e as classifica de “porcaria”

Bolsonaro publica vídeo onde se diz que as vacinas são porcaria. A publicação do vídeo coincidiu com a data de uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa, órgão regulador brasileiro), que autorizou a aplicação da vacina da Pfizer em crianças entre os 05 e 11 anos.

Essa ampliação do plano de vacinação, porém, dependerá do Governo, segundo a própria Anvisa, cuja função se limita a investigar a existência de riscos e autorizar o uso de antígenos.

Bolsonaro não relacionou essa decisão do regulador sanitário com o vídeo, que publicou sem comentário algum.

Leia também: Anvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 5 anos

Nas imagens, o homem, não identificado, diz que quando as pessoas foram vacinadas contra outras doenças no passado, entre as quais a poliomielite, “nunca mais tiveram essas doenças”.

O homem então sugere, tal como o próprio Bolsonaro, que as vacinas contra a covid-19 são “experimentais” e que os cidadãos agora foram levados a tomá-las porque ofereceriam a mesma imunidade.

“Todo o mundo foi induzido a tomar essa porcaria porque achou que estaria imune. Resultado: os que se vacinaram estão passando a doença e não estão imunes”, disse.

O homem acrescenta ainda que “tem gente morrendo por outras causas e dão o nome de variante omicron ou outra coisa”, conclui o homem, que acrescenta que “o que as pessoas querem é liberdade de escolha”.

O Brasil é, juntamente com os Estados Unidos e com a Índia, um dos três países mais afetados pela pandemia no mundo e, até o momento, soma mais de 617 mil mortes e 22,2 milhões de infeções.

A incidência da pandemia, no entanto, diminuiu nos últimos meses graças ao avanço da vacinação, apoiada pela grande maioria dos brasileiros.

Apesar disso, Bolsonaro gaba-se de não ter sido vacinado e não cessa sua campanha contra as vacinas, tendo já chegado a partilhar a falsa informação de que a vacina contra a covid-19 está relacionada com o desenvolvimento de SIDA (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida).

A covid-19 provocou pelo menos 5.328.762 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Artigos relacionados
BrasilEconomia

Bolsonaro muda cálculo de frete a caminhoneiros após aumento do diesel

BrasilPolítica

Bolsonaro baixa tom e agora diz que ninguém quer atacar urnas

BrasilPolítica

Militares escapam de aperto salarial do funcionalismo sob Bolsonaro

BrasilPolítica

Ciro pede aos candidatos que se unam contra tentativa de golpe de Bolsonaro

Assine nossa Newsletter