Canadá vai passar a receber e integrar refugiados norte-coreanos

Canadá vai passar a receber e integrar refugiados norte-coreanos

O Canadá vai tornar-se o terceiro país do mundo, depois da Coreia do Sul e dos EUA, a receber refugiados norte-coreanos, no âmbito de um programa que está a ser preparado por uma organização humanitária canadiana

Sean Chung, diretor executivo da HanVoice, disse hoje que o programa piloto, criado em parceria com o Governo do Canadá, visa trazer cinco famílias de refugiados norte-coreanos da Tailândia para o Canadá nos próximos dois anos.

A Tailândia é um importante país de trânsito para refugiados norte-coreanos, porque não os envia de volta para a Coreia do Norte ou para a China, mas não os incorpora na sociedade.

A China, principal aliado da Coreia do Norte, tem sido frequentemente acusada de devolver os fugitivos norte-coreanos à força, apesar do risco de tortura e prisão.

Entre os candidatos na Tailândia, o Canadá vai dar prioridade as famílias de mulheres norte-coreanas que sobreviveram ou estão em risco de violência sexual e de género, disse Chung.

Os canadianos que se oferecerem como anfitriões terão de apoiar as famílias durante 12 meses ou até que estas se tornem autossuficientes.

O período de acolhimento pode ser estendido até um máximo de 36 meses em casos excecionais, disse a HanVoice, em comunicado hoje divulgado.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
EconomiaMundo

Ambiente descontraído na Cimeira dos Três Amigos

Mundo

Incêndio em cargueiro lança gás tóxico na costa do Pacífico

MundoPolítica

Coreia do Norte qualifica disparo de míssil como "exercício legiítimo de autodefesa"

Mundo

CS da ONU fará reunião de emergência sobre a Coreia do Norte

Assine nossa Newsletter