Brasil e Portugal discursam no primeiro dia de debates na ONU - Plataforma Media

Brasil e Portugal discursam no primeiro dia de debates na ONU

Presidentes Jair Bolsonaro e Marcelo Rebelo de Sousa estão em Nova Iorque para falar no órgão; delegações participam de forma híbrida; situação no Afeganistão, pandemia, energias renováveis e transformação do sistema de produção alimentar devem ganhar destaque nas apresentações a ser feitas pelos líderes mundiais. 

Desigualdade na distribuição de vacinas contra a Covid-19, combate à mudança climática e necessidade de se reformar o sistema de produção de alimentos estão entre os assuntos que dominarão os debates da 76ª da Assembleia Geral da ONU.  

O segmento de alto-nível acontece a partir desta terça-feira, 21 de setembro. 

Segurança internacional  

No início da sessão que coincide com o Dia Internacional da Paz, os líderes mundiais deverão falar também sobre a segurança internacional, incluindo a situação no Afeganistão, após o Talibã ter tomado o controle do país.  

O presidente da 76ª sessão do órgão, Abdulla Shahid, abre os debates, seguido pelo secretário-geral da ONU, António Guterres.  

Na véspera da sessão de alto-nível, Guterres teve um encontro com alguns chefes de Estado, onde alertou que sem nenhuma mudança de rumo, “existe um alto risco da Conferência da ONU sobre Mudança Climática fracassar”. 

Bolsonaro e Biden  

Como manda a tradição, o presidente do Brasil é o primeiro chefe de Estado a fazer o discurso. Jair Bolsonaro está em Nova Iorque para falar pessoalmente no palanque da Assembleia Geral, na terceira vez em que participa dos debates. 

O Brasil é sempre o primeiro país a discursar no encontro de alto-nível da Assembleia Geral por ter sido o brasileiro Oswaldo Aranha a presidir a primeira sessão especial do órgão, em 1947.  

Portugal na defesa dos oceanos  

Depois de Jair Bolsonaro, será a vez do mundo ouvir o presidente do país anfitrião, Joe Biden, dos Estados Unidos.  

Ainda na manhã de terça-feira, hora local em Nova Iorque, o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, fará seu pronunciamento. 

No domingo, o chefe de Estado português encontrou-se numa reunião bilateral com o secretário-geral da ONU. António Guterres elogiou a liderança de Portugal na defesa dos oceanos. O país receberá uma conferência internacional sobre o tema em 2022. 

O chefe da ONU destacou também a participação portuguesa nas missões de paz da ONU, em especial na República Centro-Africana.  

Os debates de alto nível da 76ª Assembleia Geral da ONU acontecem entre os dias 21 e 27 de setembro.

Assine nossa Newsletter