Ismail Haniyeh é reeleito para liderar o Hamas - Plataforma Media

Ismail Haniyeh é reeleito para liderar o Hamas

O grupo islâmico palestino Hamas confirmou nesta segunda-feira (2) a reeleição sem oposição de seu líder Ismail Haniyeh à frente do movimento que governa a Faixa de Gaza e que acaba de travar uma nova guerra contra Israel

O Hamas publicou um comunicado nesta segunda-feira para confirmar que sua comissão eleitoral “concluiu a supervisão das etapas do processo eleitoral interno”, encerrado com a reeleição de Haniyeh como chefe do gabinete político.

De acordo com o Hamas, “dezenas de milhares” de membros do grupo islâmico, que lutou quatro guerras contra o Estado hebraico desde 2008 – a última em maio – participaram das eleições internas, nas quais Haniyeh não teve oposição conhecida.

Considerado um pragmático, Haniyeh, que vive entre o Catar e a Turquia, foi eleito chefe do gabinete político do Hamas em 2017, substituindo Khaled Mechaal, que liderava o movimento desde 1996.

Após a vitória do Hamas nas eleições legislativas palestinas de 2006, as últimas realizadas, Ismail Haniyeh já havia assumido a liderança de um governo sindical palestino.

E ele havia se comprometido a trabalhar para a criação de um Estado palestino “na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, com Jerusalém como capital”, o que ia contra o fluxo do discurso oficial do Hamas, que na época não reconhecia essas fronteiras.

Mas o Hamas e o Fatah se lançaram em 2007 em uma espécie de guerra civil que levou à divisão de fato dos Territórios Palestinos, onde a Faixa de Gaza ficou sob o domínio do Hamas de um lado e da Cisjordânia ocupada, governada pela Autoridade Palestina.

Em março passado, o Hamas reelegeu Yahya Sinouar como chefe do gabinete político do movimento para a Faixa de Gaza. Segundo fontes do movimento, cinco candidatos aspiravam ao cargo.

A eleição do chefe de todo o gabinete político deste movimento, dotado de poderoso ramo militar e considerado terrorista pelos Estados Unidos e pela União Europeia, foi adiada devido à guerra com Israel em maio passado.

Related posts
MundoPolítica

Líderes de Israel e Palestina concordam em cooperar para restabelecer segurança

MundoSociedade

Exército de Israel admite 'possibilidade alta' de ter matado jornalista

MundoPolítica

Partido árabe retira apoio ao governo de Israel por violência em Jerusalém

MundoPolítica

Exército israelita realiza ofensiva com nova operação em Jenin

Assine nossa Newsletter