Espírito desportivo - Plataforma Media

Espírito desportivo

Os Jogos Olímpicos de Tóquio já decorrem a todo o vapor. Esta semana, o atleta de Hong Kong Cheung Ka Long, venceu a medalha de ouro de Esgrima florete – individual masculino. A segunda medalha de ouro para Hong Kong desde os jogos de 1996 em Atlanta gerou, porém, alguma polémica online.  

Devido a fatores históricos, Macau, cidade vizinha de Hong Kong, não tem conseguido participar nos Jogos Olímpicos como “Macau, China”, sendo que os atletas locais nem sequer puderam participar neste evento. O governo de Macau continua a investir mesmo assim no desporto. Segundo a informação obtida, o Fundo do Desporto da região irá financiar várias associações desportivas, escolas e atletas com um total de 106 milhões de patacas. Este financiamento inclui contratação de treinadores, viagens para competições e equipamentos.  

Dinheiro gasto, equipamento comprado e treinador contratado. O que sentem os atletas de Macau em relação ao atual desenvolvimento do mundo desportivo na cidade? Todos os que conheço lamentam que Macau fique para trás em termos de apoios, incluindo equipamentos, treinadores de alto nível e ambiente social, a ajuda que faz com que Hong Kong esteja a criar medalhistas. Para a esgrima, por exemplo, um equipamento completo custa quase 10 mil patacas. Alguns atletas treinam até gastar as solas dos sapatos, que depois têm de usar durante as competições. Por quantas mãos passará o financiamento do governo antes de chegar aos atletas? 

O desporto é uma força essencial de coesão social. Embora os atletas de Macau não possam participar nos Jogos Olímpicos, é difícil conter o entusiasmo quando os vemos a vencer medalhas noutras competições. Que espírito desportivo é que tem sido criado pelo Instituto do Desporto com o grande financiamento do governo? É importante refletir sobre esta questão com a nossa sociedade em mente.  

*Editor chinês do PLATAFORMA

Related posts
Opinião

Planeamento marítimo em Macau

Opinião

Imagem de Macau

Opinião

Olhar para o mar, e depois?

Opinião

E os Jogos Paralímpicos?

Assine nossa Newsletter