"Acho que o Governo vai definir um novo discurso, que não pode ser o do medo" - Plataforma Media

“Acho que o Governo vai definir um novo discurso, que não pode ser o do medo”

“Sanitariamente, a vacinação tem avançado muitíssimo bem”, disse o Presidente da República, no programa Circulatura do Quadrado, da TVI24.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, é o convidado desta semana da Circulatura do Quadrado, da TVI24, onde afirmou que o Governo tem condições de poder começar o discurso de transição da pandemia para o pós pandemia.

“Sanitariamente, a vacinação tem avançado muitíssimo bem. A realidade tem acompanhado a vacinação, sem grande pressão sobre o SNS, com uma estabilização tendencial de número de mortos, portanto, eu diria que em condições de o Governo poder, amanhã e depois, abrir caminho para aquilo que todos nós necessitamos, que é o discurso de transição da pandemia para o pós pandemia”.

Um discurso de transição não só para a economia, mas também para a sociedade.
Marcelo diz ter uma “visão favorável” quanto à questão sanitária. Sobre a questão social, admite que as medidas tomadas pelo Governo e algumas pelo Parlamento “aguentaram o tecido social”.

Refere, no entanto, que são medidas “transitórias e provisórias”. “Há uma crise social, leia-se aumento da pobreza, aumento de desigualdades, ou visível ou latente ou subjacente, que a meu ver é a realidade mais preocupante a médio prazo”.

No Palácio de Belém, em conversa com Lobo Xavier, Ana Catarina Mendes e Pacheco Pereira, num programa moderado por Carlos Andrade, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que em relação à situação económica do país “há sinais mais encorajadores do que se esperaria”. “Na construção civil que nunca confinou, na indústria exportadora que tem subido”, detalhou, sem esquecer setores que têm “sofrido imenso”, referindo-se ao turismo, à restauração comércio e serviços.

Leia mais em Diário de Notícias

Related posts
PortugalSociedade

Task Force apela utentes para usarem modalidade "casa aberta"

PortugalSociedade

Uso de máscara obrigatório em instituições de ensino superior

DesportoPortugal

Lotação dos recintos desportivos sobe para metade

CulturaPortugal

Festas de Barrancos canceladas pelo segundo ano consecutivo

Assine nossa Newsletter