Já lá vão seis meses desde o início do leilão mas ainda sem sinal do 5G - Plataforma Media

Já lá vão seis meses desde o início do leilão mas ainda sem sinal do 5G

Meio ano após o arranque o leilão principal, não há perspetivas de quando haverá uma oferta comercial da rede móvel de 5.ª geração. Portugal está na cauda da Europa.

Seis meses depois de a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) ter arrancado com o leilão principal do 5G, não há sinal de quando o processo poderá acabar. Isto, apesar de recentemente o regulador ter alterado as regras para tentar acelerar o leilão que se iniciou a 14 de janeiro e já soma propostas de 332,4 milhões de euros. Uma situação que coloca Portugal na cauda da Europa em relação ao 5G, tecnologia que promete revolucionar a indústria e áreas de atividade como saúde, transportes e agricultura.

Depois de Portugal ter liderado a introdução do 3G e 4G, neste momento, o país “compete” com a Lituânia para não ser o último mercado da União Europeia a ter uma oferta comercial da quinta geração móvel, de acordo com o Observatório Europeu do 5G. Uma situação que, segundo a Altice Portugal, leva o país a perder “dezenas de milhões de euros pelo atraso na tecnologia 5G”, disse ao DN/Dinheiro Vivo fonte oficial da operadora. “Portugal, que sempre esteve na vanguarda tecnológica e é um case study de inovação a nível mundial, vê agora a sua reputação afetada quando é obrigado a interromper a sua história de sucesso por conta de decisões que não têm em conta os interesses de Portugal e dos portugueses”, lamentou a dona da Meo.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
ChinaFuturo

Poderão as tecnologias inteligentes ser um novo farol em Macau?

MundoTransportes

Companhias aéreas alertam para potencial 'caos' se 5G não for limitada

BrasilEconomia

Ministro do Brasil diz que demora de leilão 5G causará prejuízo de 16,2 ME por dia

DesportoPortugal

Benfica com velocidade 5G. A Luz é o primeiro estádio 5G do país

Assine nossa Newsletter