Ho Iat Seng: PCC é o garante de "Um País, Dois Sistemas"

Ho Iat Seng: PCC é o garante de “Um País, Dois Sistemas”

O Chefe do Executivo disse ontem que “se não existisse o Partido Comunista não existiria a Nova China e sem a liderança do Partido Comunista Macau não usufruiria da prosperidade e da estabilidade”. Ho Iat Seng falava na abertura da exposição de fotografias de celebração dos 100 anos do Partido Comunista da China

O Chefe do Executivo reconheceu ainda que o Partido Comunista da China “uniu e liderou o povo chinês e alcançou êxitos notórios na história do desenvolvimento da Nação Chinesa e do progresso da sociedade humana.

O Chefe do Executivo acrescentou que o Partido Comunista da China “sempre foi o esteio das constantes vitórias da revolução, da construção e da reforma da China,”. Ao longo destes 100 anos, o Partido Comunista da China dirigiu o povo chinês, sublinhou Ho Iat Seng, “na magnífica jornada da grandiosa revitalização da nação chinesa e liderou-o na realização do seu grande salto ao erguer-se, enriquecer-se e fortalecer-se”.

O Chefe do Executivo citou o presidente chinês ao referir que tal como disse Xi Jinping “é uma bênção para a China, para o seu povo e para a Nação Chinesa ter o Partido Comunista da China no poder”. Sem a liderança do Partido Comunista da China, sublinhou Ho Iat Seng, “o País e a nossa nação não seriam capazes de conseguir os êxitos hoje alcançados, nem teriam o estatuto internacional de hoje».

Leia mais em TDM

Related posts
Cultura

Nove obras de Picasso doadas à França serão expostas em 2022

ChinaEconomia

CE afirma que projeto de cooperação Macau-Cantão é inédito

Grande BaíaMacau

Posto de Qingmao alarga horizontes de Macau

CulturaGrande Baía

Fotografia aérea em exposição a partir de segunda-feira

Assine nossa Newsletter