Governo angolano cria reserva de 11 alimentos - Plataforma Media

Governo angolano cria reserva de 11 alimentos

A Reserva Estratégica Alimentar (REA) começa a ser constituída este ano, para garantir um stock inicial de 11 produtos avaliados em 200 milhões de dólares, permitindo a intervenção do Governo em caso de distorções no mercado.

O presidente da Comissão de Avaliação do Concurso Público para a Contratação da Entidade Gestora da REA, Eduardo Machado, foi citado ontem, pela Angop, a declarar que se espera contar, inicialmente, com uma reserva com cerca de 300 mil toneladas.

Farinha de milho, de trigo e de mandioca, massango, açúcar, óleo alimentar, feijão, arroz, sal iodizado, peixe seco e frango constituem os alimentos seleccionados para assegurar a Reserva Estratégica Alimentar na primeira fase.

“Estamos a falar num volume inicial de 300 mil toneladas que poderá subir até 500 mil, capazes de garantir quatro meses de intervenções consecutivas em caso de necessidade extrema”, esclareceu Eduardo Machado.

Leia mais em Jornal de Angola

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter