Covid-19: Situação sanitária em Angola condiciona negociações - Plataforma Media

Covid-19: Situação sanitária em Angola condiciona negociações

As negociações diretas ao mais alto nível entre Itália e Angola retomam tão logo as condições sanitárias o permitirem, garantiu o embaixador da Itália acreditado em Angola, Cristiano Gallo.

Em entrevista ao Jornal de Angola, por ocasião do Dia da República da Itália, que se assinala hoje, o diplomata italiano garantiu que a representação diplomática do país em Angola trabalha arduamente para manter viva a relação amigável e lançar as bases para melhorar ainda mais a cooperação bilateral.

“A cooperação entre Angola e Itália esteve sempre cotada em níveis de excelência devido à amizade histórica entre os dois povos, desde os primórdios da independência de Angola, em 1975”, afirmou o diplomata, salientando que antes do início da pandemia da Covid-19 viviam em Angola cerca de 500 italianos, número agora reduzido para metade.

Em relação ao sector empresarial, Cristiano Gallo disse que no último ano, não obstante a pandemia da Covid-19, foi possível registar trocas comerciais bilaterais superiores a 430 milhões de euros, com uma redução de 35 por cento comparativamente ao ano de 2019.

Sublinhou que, actualmente, 30 empresas italianas estabeleceram-se no país, com destaque para a ENI, que há muitos anos tem investido e envidado esforços para solidificar a sua presença no mercado nacional.

Leia mais em Jornal de Angola

Related posts
AngolaPortugal

Covid-19: Vacinas doadas por Portugal a Angola começam a ser usadas já hoje

AngolaSociedade

Governo angolano alivia restrições e reabre restauração em Luanda ao fim de semana

AngolaPolítica

Covid-19: Governo angolano admite “dificuldades” em controlar “excesso de lotação” nos transportes públicos

AngolaMoçambique

Parlamentares da SADC procuram soluções contra a Covid-19

Assine nossa Newsletter