Kevin Ho apoia recusa das autoridades para a realização da vigília

Kevin Ho apoia recusa das autoridades para a realização da vigília

Kevin Ho, empresário local e membro da Assembleia Popular Nacional (APN), mostrou apoio à recusa, por parte das autoridades, da realização da vigília do 4 de Junho, que recorda o massacre de Tiananmen.

Segundo o jornal Ou Mun, Kevin Ho lembrou que na vigília foram divulgadas mensagens como “Acabar com a ditadura de partido único”, o que pode levar à incitação da subversão do poder do Estado chinês, violando a lei da segurança nacional em vigor.

“A divulgação destes assuntos de forma consecutiva pode influenciar as opiniões dos residentes, além de ter um impacto na reputação da governação do país ou do partido”, disse Kevin Ho, referindo-se ao Partido Comunista Chinês (PCC).

O empresário frisou que as autoridades de Macau devem assumir uma postura “mais séria” na hora de lidar com este tipo de assuntos, questionando a legitimidade da organização da vigília.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
ChinaHong Kong

Hong Kong não vai receber memoriais de Tiananmen

Hong KongPolítica

Organizadores de vigília por Tiananmen acusados de serem “agentes estrangeiros”

ChinaPolítica

Biden compara coragem de ucranianos à de chineses de Tiananmen

ChinaHong Kong

Magnata de HK Jimmy Lai condenado pela vigília por Tiananmen

Assine nossa Newsletter