Piores massacres em escolas no mundo na última década - Plataforma Media

Piores massacres em escolas no mundo na última década

Pelo menos sete pessoas morreram nesta terça-feira (11) em um tiroteio em uma escola em Kazan, uma cidade no centro da Rússia. 

Confira abaixo os principais massacres cometidos em estabelecimentos de ensino nos últimos 10 anos: 

– São Paulo, Brasil –

Em 13 de março de 2019, dois ex-alunos matam oito pessoas, a maioria estudantes e funcionários, em um colégio de Ensino Médio perto de São Paulo. Ambos se suicidam na sequência.

– Crimeia –

Um jovem de 18 anos mata 20 pessoas, entre elas nove crianças, e fere dezenas antes de cometer suicídio em uma escola técnica onde estudava, na Crimeia, em 17 de outubro de 2018.

– Texas, Estados Unidos –

Dez pessoas, incluindo oito estudantes, são mortas em 18 de maio de 2018 por um estudante americano de 17 anos, armado com uma escopeta e com um revólver em seu colégio em Santa Fé. 

– Flórida, Estados Unidos –

Um ex-aluno de 19 anos da escola de Ensino Médio Marjory Stoneman Douglas, expulso por motivos disciplinares, mata 14 alunos e três funcionários em 14 de fevereiro de 2018.

– Sandy Hook, Estados Unidos –

Em 14 de dezembro de 2012, em um massacre que chocou os Estados Unidos, um homem armado de 20 anos mata sua mãe e, em seguida, ataca a escola de Ensino Primário Sandy Hook, em Connecticut, onde mata 20 crianças de seis e sete anos e seis membros da equipe.

– Rio de Janeiro, Brasil –

Um ex-aluno de 24 anos abre fogo em uma escola no Rio de Janeiro, Brasil, matando 12 pessoas e ferindo várias em 7 de abril de 2011, antes de se suicidar.

Assine nossa Newsletter