Governo tenta evitar que CPI da Covid se torne palanque para Mandetta contra Bolsonaro - Plataforma Media

Governo tenta evitar que CPI da Covid se torne palanque para Mandetta contra Bolsonaro

Tropa de choque do presidente quer que ex-ministro se atenha a período em que comandou a Saúde, e não permitir que critique sucessores.

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) será o primeiro a prestar depoimento na CPI da Covid, na próxima terça-feira (4), e o governo trabalha agora para tentar evitar que ele use a comissão parlamentar de inquérito no Senado como palanque eleitoral para 2022.

A força-tarefa montada no Palácio do Planalto para levantar dados a serem usados nas audiências mobiliza servidores da Casa Civil, da Secretaria de Governo, da Secretaria-Geral e da Secom (Secretaria de Comunicação)​.

Integrantes do grupo de trabalho do Planalto admitem que estão promovendo um pente-fino na gestão de Mandetta, hoje desafeto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
A ideia é restringir as perguntas feitas a Mandetta ao período em que ele esteve à frente da Saúde, para evitar, segundo governistas, que o ex-auxiliar se transforme em uma espécie de comentarista político de ações tomadas por Bolsonaro após sua saída do cargo.

“O ex-ministro e o atual devem responder sobre seus períodos no ministério. Quando estava à frente, como fez? Qual o resultado?”, disse o senador Marcos Rogério (DEM-RO), um dos principais nomes da tropa de choque governista na comissão.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilPolítica

Bolsonaro publica vídeo com ataques a Lula antes da campanha

BrasilPolítica

Bolsonaro apresenta melhoras clínicas. Médico decidirá sobre cirurgia

BrasilSociedade

Bolsonaro divulga vídeo onde homem descreve vacinas como "porcaria"

BrasilLifestyle

Bolsonaro festeja eleição como "personalidade do ano" pela Time

Assine nossa Newsletter