Cineastas e atores vão continuar a guiar excursões ‘cinéfilas’ em bairros antigos de Macau - Plataforma Media

Cineastas e atores vão continuar a guiar excursões ‘cinéfilas’ em bairros antigos de Macau

O Instituto Cultural (IC) disse à Lusa que vai prolongar até abril as excursões sobre filmes rodados em zonas históricas de Macau, cujos guias são diretores e atores, justificando a decisão com o êxito da iniciativa.

O IC convidou cineastas e atores locais para guiarem excursões nos bairros antigos de Macau a partir do cenário de filmagens efetuadas em diversos pontos da cidade.

O IC vai prolongar a iniciativa “Visitar o Porto Interior, Taipa e Coloane seguindo os filmes” em março e abril, com mais 18 sessões, depois da iniciativa ter arrancado no início do ano.

Pelo menos 180 pessoas participaram nas excursões, aos fins de semana e feriados, numa atividade inicialmente prevista para terminar este mês, de acordo com o instituto.

“Através desta atividade, posso conhecer mais sobre a história das zonas de Macau e os filmes que foram realizados” na cidade, salientou um dos guias, Albert Chu Iao Ian, fundador da Associação Audio-Visual Cut, realizador e diretor.

“Como produtores locais, estamos muito satisfeitos”, acrescentou o diretor, partilhando a importância do envolvimento na iniciativa: “O mais significativo é que partilhei filmes de Macau e isso permite aos participantes ter mais exposição aos filmes locais”.

“No processo de exploração das rotas antes do evento, encontrámos muitos lugares que nunca tínhamos visitado antes, e eram únicos, o que nos fez perceber que Macau tem muitas coisas para oferecer (…). Há ainda muitos lugares em Macau que precisam de ser documentados por imagens”, explicou.

Outro realizador de Macau, Chao Koi Wang, também participou como guia: “O mais importante é que andei muito nesta atividade e aumentei a ligação com o território”, sublinhou.

Chao disse esperar que se possa estender, no futuro, as rotas da atividade para outras áreas e os cidadãos possam entrar nas zonas que habitualmente são menos percorridas na vida quotidiana.

“Foi ótimo descobrir que pessoas de diferentes origens estavam interessadas em ouvir-nos falar sobre os filmes, e isso motivou-nos a introduzir mais filmes de Macau”, frisou.

Os dois percursos das excursões têm lugar nas zonas antigas de Macau, Taipa e Coloane, para “promover e reforçar a participação da comunidade no desenvolvimento artístico e aumentar os elementos culturais do turismo nas antigas zonas de Macau”, segundo o IC.

Também para promover o cinema em Macau, o IC anunciou na segunda-feira que produziu um documentário que irá ser exibido ao longo de cinco sessões na Cinemateca Paixão.

Com o título “Interpretação das Imagens”, centra-se “na história do cinema e do setor da exibição cinematográfica de Macau”.

“O documentário ‘Interpretação das Imagens’ mostra a força criativa por trás do setor cinematográfico e televisivo local e, através de entrevistas a académicos e profissionais do cinema, conta a história das vicissitudes do setor da exibição cinematográfica de Macau e apresenta a evolução dos cinemas locais ao longo do século passado”, de acordo com a mesma nota.

O documentário vai ser exibido a partir de 02 de março.

Assine nossa Newsletter