Pelo menos nove baleias-piloto morreram encalhadas na Nova Zelândia

Pelo menos nove baleias-piloto morreram encalhadas na Nova Zelândia

Pelo menos nove baleias-piloto morreram encalhadas na costa da Nova Zelândia, informaram hoje as autoridades neozelandesas, estando as equipas de resgate a tentar salvar dezenas de cetáceos

O Ministério de Conservação da Nova Zelândia disse que um grupo de 49 baleias-piloto ficaram presas em Farewell Spit, considerado o mais longo cordão de areia do mundo, na ilha Sul, a 90 quilómetros de Nelson.

As equipas de resgate, compostas por especialistas na conservação da vida marinha e seis dezenas de voluntários, estão a tentar manter os animais com vida até à subida da maré, mas pelo menos nove já morreram.

Farewell Spit, uma língua de areia com cerca de 30 quilómetros de comprimento, registou uma dezena de casos de baleias encalhadas nos últimos 15 anos.

Em fevereiro de 2017, cerca de 700 mamíferos ficaram ali retidos, tendo morrido 250.

O maior incidente deste tipo registado em todo o mundo ocorreu em 1918, quando cerca de mil baleias-piloto ficaram presas nas ilhas Chatham, no sudeste da Nova Zelândia.

Na Austrália, em setembro de 2020, 380 baleias-piloto morreram após terem ficado encalhadas, no maior incidente do género registado no país.

Related posts

Retirar CO2 da atmosfera já não é suficiente

China

Crise obriga China a liberalizar setor elétrico para atingir descarbonização

EconomiaMundo

Recuperação mundial pós-covid traz ameaças climáticas e sanitárias

MundoSociedade

Vencedores do prémio Príncipe William anunciados em Londres

Assine nossa Newsletter