Colapso em Manaus e derrapada na vacinação: as bases para o "impeachment" de Bolsonaro - Plataforma Media

Colapso em Manaus e derrapada na vacinação: as bases para o “impeachment” de Bolsonaro

Pandemia da Covid soma-se a outras 22 situações em que os atos do Presidente do Brasil são passíveis de enquadramento como crime de responsabilidade

morte de pacientes por falta de oxigênio em Manaus e os fracassos em série do planejamento federal para aquisição e distribuição de vacinas contra a Covid-19 deram mais solidez ao embasamento jurídico passível de ser usado para abertura de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A análise das regras da Constituição e da Lei dos Crimes de Responsabilidade (1.079/50), os dois mecanismos jurídicos cabíveis, mostra a possibilidade de enquadramento de vários atos e omissões de Bolsonaro e do governo no enfrentamento da doença que já causou a morte de mais de 210 mil pessoas no país.

Folha compilou ao menos 23 situações em que Bolsonaro, em seus dois anos de governo até aqui, promoveu atitudes que podem ser enquadradas como crime de responsabilidade, e que vão da publicação de um vídeo pornográfico em suas redes sociais no Carnaval de 2019 aos reiterados apoios a manifestações de cunho antidemocrático.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
BrasilPolítica

Com aprovação de vacina, Bolsonaro cai e Doria cresce em popularidade digital

BrasilPolítica

Bolsonaro: "Quem decide se um povo vai viver democracia ou ditadura são as Forças Armadas"

BrasilPolítica

Bolsonaro desaparece das redes sociais após aprovação de vacina contra a Covid-19

BrasilPolítica

Governo minimizou alertas de Manaus

Assine nossa Newsletter