“O futuro está na cultura”, diz ativista Mwêne Kanjika - Plataforma Media

“O futuro está na cultura”, diz ativista Mwêne Kanjika

Mwêne Kambandu Kanjika, pseudónimo de Matilde José, é uma artista plástica e ativista cultural que luta pelo resgate e preservação dos valores culturais africanos. Kanjika é poliglota. Tem domínio de inglês, francês, sueco e espanhol

Há quanto tempo é activista cultural?
Sou activista cultural há mais de 10 anos.

Por que escolheu esta área de atuação?
Por ser um legado que não consigo esquecer. É uma forma de perpetuar um sonho de criança, tal como a dedicação às artes e ofícios.

Qual deve ser o papel do ativista cultural na sociedade?
É uma pessoa adaptada aos valores culturais, que compreende profundamente a cultura e a sua importância. A cultura deve ser entendida e preservada. Alguns rituais, como comer com as mãos, favorecem a unidade e a irmandade.

O que é necessário para ser ativista cultural?
Estar comprometida, ter paixão pela cultura, ter o sentido de auto-afirmação pelo que somos. Só assim não se perde a dignidade de um povo. Não há sociedade sem cultura.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter