Brexit: CE propõe "Reserva de Ajustamento Brexit" de 5 mil milhões de euros - Plataforma Media

Brexit: CE propõe “Reserva de Ajustamento Brexit” de 5 mil milhões de euros

A Comissão Europeia propôs uma “Reserva de Ajustamento Brexit” de cinco mil milhões de euros para enfrentar as consequências económicas e sociais nos setores mais afetados pela saída britânica da União Europeia, a partir de 01 de janeiro.

A reserva ajudará as empresas e setores mais afetados, nomeadamente a pesca, e incluirá apoios ao emprego e formação, indica um comunicado da Comissão Europeia (CE).

A ajuda financeira servirá também para auxiliar as administrações públicas na operação dos controlos fronteiriços, alfandegários, sanitários e fitossanitários e para garantir os serviços essenciais aos cidadãos e às empresas afetadas.

A “Reserva de Ajustamento Brexit” cobrirá as despesas em qualquer Estado-membro da UE durante 30 meses.

O dinheiro será distribuído em duas tranches: a maior parte dos cinco mil milhões de euros será pré-financiada em 2021 e os valores serão calculados com base no impacto da saída na economia de cada Estado-membro, tendo em conta o grau de integração económica com o Reino Unido, incluindo o comércio de bens e serviços e o impacto no setor das pescas da UE.

Uma parcela menor de ajuda adicional será distribuída em 2024, caso os gastos reais excedam a alocação inicial concedida.

Para receber reembolsos de reserva, os Estados-membros precisarão comprovar a relação direta desses pedidos com o ‘Brexit’.

O regulamento proposto terá de ser adotado pelo Parlamento e pelo Conselho Europeu.

A comissária para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, referiu, no comunicado, que o fim do período de transição, em 31 de dezembro de 2020, “terá um impacto económico e social significativo nas regiões e comunidades locais mais intimamente ligadas à economia e ao comércio da Reino Unido”.

Por seu turno, o comissário para o Orçamento e Administração, Johannes Hahn, considerou que a adaptação estrutural à nova relação com o Reino Unido “exigirá um ajustamento de longo prazo muito maior do que esta reserva poderá proporcionar” e que o próximo orçamento da UE será utilizado nesse sentido.

União Europeia e Reino Unido chegaram na quinta-feira a acordo sobre a relação futura no pós-‘Brexit’, quatro anos e meio depois de o povo britânico ter decidido o ‘divórcio’ do bloco europeu, após uma relação de mais de quatro décadas.

O documento será agora ratificado pelo Parlamento Europeu e aprovado pelos deputados britânicos na próxima semana antes para poder entrar em vigor em 01 de janeiro de 2021.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
MundoPolítica

Proposta de lei britânica que anula Acordo do Brexit aprovada

MundoSociedade

Um terço dos europeus no Reino Unido está inseguro sobre direitos pós 30 junho

EconomiaMundo

Brexit: Câmara dos Lordes do parlamento britânico aprova acordo comercial com a UE

Política

Acordo pós-Brexit já é oficial. UE já assinou o acordo sobre nova parceria com Reino Unido

Assine nossa Newsletter