Governo angolano vai criar e financiar cinco mil estágios para jovens - Plataforma Media

Governo angolano vai criar e financiar cinco mil estágios para jovens

O Governo angolano vai criar e financiar até 90% de cerca de 5.000 estágios profissionais em empresas para os jovens, no âmbito do Plano de Ação para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Segundo Gorete Leitão, consultora do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social angolano, a criação de estágios profissionais constitui um dos propósitos do PAPE, cuja nova estratégia de implementação foi aprovada em agosto passado.

A responsável, que falava hoje, em Luanda, em representação do secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, deu conta que o PAPE prevê apoiar 52.000 empreendedores até 2022 e formalizar 30.000 atores do setor informal.

Gorete Leitão apresentava as oportunidades para os jovens empreendedores no quadro da implementação do PAPE, durante um “Encontro com os Jovens Empresários e Empreendedores”, que abordou as iniciativas setoriais de apoio ao empresariado e empreendedorismo juvenil.

Fomentar o empreendedorismo no seio dos jovens, “nos domínios técnico-profissional e de gestão de pequenos negócios, e contribuir para o processo de promoção da inclusão financeira, fiscal e social da juventude”, constituem os objetivos do PAPE.

A técnica governamental sublinhou que este programa, lançado em abril pelo Presidente angolano, João Lourenço, tem igualmente como meta a formação profissional de 60.000 jovens no quadro do fomento e promoção da empregabilidade.

“Vamos ainda reconstruir e reabilitar alguns centros profissionais a nível do país que não estejam em condições”, apontou.

O Orçamento Geral do Estado e o Fundo do Petróleo são algumas fontes de financiamento do PAPE.

Artigos relacionados
BrasilEconomia

Novas restrições devem aumentar número de desempregados e falências

BrasilPolítica

Governo quer voltar com redução de salário por quatro meses, mas pagando até dois

AngolaPolítica

Presidente da República anuncia revisão pontual da Constituição

AngolaPolítica

Presidente angolano atribui 44 milhões de euros para remoção de lixo de Luanda

Assine nossa Newsletter