Erros de teste à covid-19 na China facilitados por acordos secretos - Plataforma Media

Erros de teste à covid-19 na China facilitados por acordos secretos

O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da China concedeu os direitos de design e distribuição de kits de teste para a covid-19 a três empresas “obscuras” de Xangai, com as quais os funcionários tinham laços pessoais. Estes favorecimentos, aliados à escassez generalizada de testes, facilitaram a disseminação da pandemia.

De acordo com a agência Associated Press (AP), os contratos feitos pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CCPD) foram feitos dentro de uma rede secreta e clandestina que, silenciosamente, floresceu num sistema de saúde pública subfinanciado.

A agência de notícias baseou a investigação em entrevistas com mais de 40 médicos, funcionários do CCPD, especialistas em saúde, e membros da indústria, bem como centenas de documentos internos, contratos, mensagens e emails.

As empresas de Xangai – GeneoDx Biotech, Huirui Biotechnology e BioGerm Medical Technology – terão pagado pelas informações e pelos direitos de distribuição um milhão de Renminbis, cerca de 125 mil euros cada, disseram à AP fontes que preferiram manter o anonimato.

O CCPD e a Comissão Nacional de Saúde chinesa tentaram impedir que outros cientistas e organizações testassem o vírus com os seus próprios kits. A Comissão Nacional de Saúde, ao contrário do que havia acontecido com outras duas pandemias, disse aos hospitais de Wuhan para enviar amostras de vírus apenas para laboratórios centrais sob sua autoridade.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
ChinaEconomia

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

FuturoMundo

Investigadores espanhóis descobrem nova estirpe do vírus num caso de reinfeção

Assine nossa Newsletter