De cara lavada, Clube Lusitano de Hong Kong tenta recuperar do impacto da pandemia - Plataforma Media

De cara lavada, Clube Lusitano de Hong Kong tenta recuperar do impacto da pandemia

Depois dos protestos e no meio da pandemia, o Clube Lusitano de Hong Kong, que representa as comunidades macaense e portuguesa no território, quer manter a estabilidade e atrair novas gerações. Esta semana foi inaugurada uma exposição para comemorar os 20 anos da RAEM

Stephen Handley é um homem de esperança. O gerente do Clube Lusitano de Hong Kong, casa dedicada às comunidades macaense e portuguesa, espera recuperar não só do investimento feito na renovação do espaço, que abriu portas em Outubro do ano passado, como do impacto da pandemia da Covid-19.

“O clube tem tido alguns altos e baixos, com toda a reestruturação dos últimos meses. Investimos muito dinheiro na renovação, tínhamos um plano de negócios que parecia muito bom, mas infelizmente tudo abrandou ao nível das receitas”, disse Stephen Handley ao HM.

Leia mais em Hoje Macau.

Related posts
LusofoniaMacau

Marcelo e Ho aplaudem cooperação no ensino superior

CulturaMundo

Venezuela: Ensino de português avança apesar dos apagões e falhas na Internet

BrasilCultura

Museu da Língua Portuguesa reabre as portas para o público

CulturaEntrevista

"As coisas estão diferentes, mas não estou em pânico com o futuro da língua portuguesa”

Assine nossa Newsletter