Homem negro morre espancado por seguranças no Brasil -

Homem negro morre espancado por seguranças no Brasil

Caso de violência provoca mobilização no Dia da Consciência Negra; supermercado vai romper contrato com empresa responsável pelos terceirizados e chama morte de brutal

A polícia de Porto Alegre (RS) investiga a morte de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos, após espancamento por dois seguranças de uma loja do do supermercado Carrefour localizada no bairro Passo d´Areia, na zona norte da cidade.

Vídeos que mostram o espancamento em frente à loja e a tentativa de socorristas de salvarem o homem, conhecido como Beto, circulam nas redes sociais desde a noite desta quinta-feira (19) e provocam a mobilização de ativistas contra o racismo.

Beto morreu às vésperas do Dia da Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira (20) em referência à morte de Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares, localizado entre Alagoas e Pernambuco.

“Ainda nas primeiras horas dessa data, estamos falando sobre mais um episódio brutal de racismo e de novo no Carrefour. De 20 de novembro a 20 de novembro e todos os dias, a estrutura racista deste país nos traz brutalidade como regra”, reagiu Raull Santiago, ativista e fundador da Agência Brecha.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Este artigo está disponível em: English

Related posts
Eleitos

Educação antirracista: rumo à escola imaginada

Opinião

Erika Hilton, Duda Salabert, Linda Brasil e Carol Dartora. Talvez seja bom decorar estes nomes

BrasilCultura

Movimentos lutam por mais negros nos bastidores dos museus e das galerias no Brasil

BrasilSociedade

Sem provas, homem é preso com base em foto do Facebook por roubo e extorsão

Assine nossa Newsletter