Marco van Basten assume que a sua carreira "não valeu" as dores que sofreu com as lesões - Plataforma Media

Marco van Basten assume que a sua carreira “não valeu” as dores que sofreu com as lesões

Lenda da Holanda e do AC Milan desabafou em entrevista à BBC

O ex-atacante holandês, Marco van Basten, revelou, em entrevista à BBC, que deveria ter-se aposentado mais cedo e que a sua carreira “não valeu” as dores que sofreu com as lesões. “Se pudesse escolher novamente com todo o conhecimento que tenho hoje, não valeria a pena”, assumiu.

Van Basten, atualmente com 56 anos, foi um dos melhores jogadores de sua geração, tendo vencido a Bola de Ouro em três ocasiões entre 1988 e 1992.

Ao podcast da Liga Europa da BBC Radio 5, o jogador admitiu que lutou contra uma lesão persistente no tornozelo desde os primeiros 20 anos e teve que se aposentar com apenas 30 anos. “Todas as dores que tive não valeram a pena. O meu tornozelo criou tantos problemas, afectou tanto o meu dia-a-dia. Mas naquela altura o futebol era a minha vida”, desabafou.

Van Basten conquistou duas Taças dos Clubes Campeões Europeus consecutivas com o AC Milan no final dos anos 1980 e marcou o seu golo mais famoso na final do Euro 88 contra a União Soviética.

Contudo, acabou por perder duas temporadas inteiras ao tentar lutar contra uma lesão no tornozelo e agora nem consegue chutar uma bola. “Morri como jogador”, afirmou, revelando que ainda hoje não consigue jogar futebol. “É muito difícil, o meu tornozelo está tratado, mas não consigo chutar, não consigo fazer nada com o pé.”

Van Basten também falou do seu ídolo Johan Cruyff, que conheceu quando tinha 15 anos. Meses depois, Van Basten já estava a substituir Cruyff, tendo marcado na estreia pela equiap sénior do Ajax. “Cruyff foi um dos melhores, foi meu herói e meu exemplo enquanto jogador”, revelou Van Basten, que o compara a um craque britânico: “Era uma estrela ao mesmo tempo que George Best. Era fantástico assistir.”

Foto de Bob Thomas via Getty Images
Related posts
MundoSociedade

Holanda critica pagamento de bónus a CEO da Air France-KLM

Mundo

Holanda é exemplo a seguir na adaptação ao futuro

Política

Governo holandês renuncia após escândalo de irregularidades administrativas

LifestyleMundo

Holanda: muito mais do que Amsterdão

Assine nossa Newsletter