Taiwan diz que recente compra de armas aos EUA serve para defender a ilha

Taiwan diz que recente compra de armas aos EUA serve para defender a ilha

O Governo de Taiwan disse ontem que a recente proposta de compra de mísseis e outras armas dos EUA irá aumentar a capacidade da ilha para se defender de forma credível, numa altura de ameaças crescentes da China.

“A compra destas armas irá aumentar as capacidades de combate credíveis e assimétricas de Taiwan”, disse aos jornalistas o porta-voz do Ministério da Defesa, Shih Shun-wen.

“Isto irá também melhorar as nossas capacidades globais de combate para contribuir para a manutenção da paz e estabilidade em todo o Estreito de Taiwan”, acrescentou. Estas declarações vêm na sequência da compra de armas por um valor estimado em 2,4 mil milhões de dólares.

No mesmo dia em que a China anunciou sanções contra empresas americanas envolvidas na venda a Taiwan de baterias da última geração de defesa costeira, o Departamento de Estado disse ter aprovado a venda de outras 100 baterias da geração anterior.

A nova transação contempla 100 sistemas de defesa costeira Harpoon Coastal Defense Systems (HCDS), que podem incluir até 400 mísseis RGM-84L-4, com um alcance máximo de 125 quilómetros. Estes mísseis, fabricados pela divisão de defesa da Boeing, podem ser estacionados em plataformas fixas ou montados em camiões.

Leia mais em Hoje Macau

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
MundoSociedade

Taiwan alivia restrições. Aeroporto retoma escalas

LifestyleMundo

Whisky da ilha a que os portugueses chamaram Formosa descobriu Portugal

BrasilPolítica

Ministério da Defesa do Brasil justifica gasto de milhões com leite condensado

ChinaMundo

Taiwan: Pequim exige aos EUA que não enviem “sinais errados”

Assine nossa Newsletter