Candidatura de pastor no Equador reforça domínio evangélico na América Latina - Plataforma Media

Candidatura de pastor no Equador reforça domínio evangélico na América Latina

Para sociólogo, 2018 marcou um antes e depois na participação política na região

A candidatura de um pastor à Presidência do Equador fortalece um fenômeno familiar ao Brasil e que se espraia pela América Latina: a ascendência de vozes terrivelmente evangélicas no debate político.

Em 1º de outubro, Gerson Almeida, um curitibano radicado em Quito, oficializou a entrada na eleição que o país realizará em 2021. Tem respaldo do Ecuatoriano Unido, movimento de Edwin Moreno, irmão do atual presidente, Lenín Moreno. “Este é o primeiro passo para uma mudança nacional, vamos pela vida”, declarou o autointitulado candidato pró-vida. “Que Deus tenha misericórdia desta nação.”

Em espanhol ou português, é um discurso que se calcifica na vizinhança desde 2018, diz o sociólogo peruano José Luís Pérez Guadalupe, co-organizador do recém-lançado “Novo Ativismo Político no Brasil: Os Evangélicos do Século 21”. Definitivamente, 2018 marcou um antes e depois na participação política dos evangélicos na América Latina”, diz à Folha.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilPolítica

Críticos de Bolsonaro, evangélicos criam bancada alternativa

BrasilSociedade

Líderes religiosos brasileiros formam rede de desinformação sobre pandemia

Sociedade

Religiões africanas perseguidas num Brasil cada vez mais evangélico

Uncategorized

Brasil evangélico

Assine nossa Newsletter