CPLP confirma candidatura a observador à Ibero-Americana - Plataforma Media

CPLP confirma candidatura a observador à Ibero-Americana

O Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) afirmou hoje à Lusa que a organização lusófona é candidata a observador consultivo da Secretaria-Geral Ibero-Americana (SEGIB), tendo sido hoje um dos temas da reunião com a secretária-geral, Rebeca Grynspan.

“Já formalizamos, em 30 de setembro, a candidatura a observador consultivo da SEGIB, tal como esta organização já tinha apresentado antes a sua candidatura a observador associado da CPLP”, afirmou à Lusa o diplomata Francisco Ribeiro Telles.

“Agora, aguardamos pela aprovação da nossa candidatura na próxima Cimeira de Chefes de Estado da SEGIB, que se realiza, em abril, em Andorra”, acrescentou Ribeiro Telles.

Do mesmo modo que a SEGIB aguarda pela aprovação da sua candidatura a observador associado da CPLP na próxima cimeira de Chefes de Estado e de governo da organização, que deverá ocorrer em julho, em Luanda, sublinhou o embaixador.

No encontro de hoje, os responsáveis das duas organizações falaram do interesse “mútuo numa aproximação cada vez maior entre ambas”, bem como na possibilidade de, brevemente, realizarem uma reunião de diretores para “partirem pedra” e analisarem as áreas e projetos em que possa existir cooperação entre a SEGIB e a CPLP, explicou Ribeiro Telles.

Para já, do lado da SEGIB “há um interesse pelo nosso projeto da mobilidade” e “do nosso lado estamos interessados no Fórum Económico que eles já realizam” e que queremos realizar, segundo o secretário executivo da CPLP.

A secretária-geral Ibero-Americana, Rebeca Grynspan, realiza entre hoje e terça-feira, uma visita oficial a Portugal “para reforçar os vínculos com o país, um importante parceiro na cooperação Ibero-Americana, e compartilhar os preparativos para a XXVII Cimeira Ibero-Americana, a ser realizada em Andorra no primeiro semestre de 2021”, segundo um texto publicado na página oficial daquela organização na internet.

Hoje, Rebeca Grynspan reuniu-se com o presidente do Centro de Estudos da América Latina e o Caribe (IPDAL), Paulo Neves, e embaixadores ibero-americanos, e mais tarde encontrou-se com o secretário executivo da CPLP.

Na terça-feira, a secretária-geral Ibero-Americana vai reunir-se com o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, e com o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Além de partilhar com as autoridades portuguesas os preparativos para a Cimeira Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, a realizar-se nos dias 21 e 22 de abril de 2021, Grynspan “agradecerá” a Portugal o seu apoio à declaração “Juntos por uma resposta para a América Latina e o Caribe diante da Covid-19 ”, assinada em junho por Chefes de Estado e de Governo Ibero-Americanos e altos representantes de instituições financeiras internacionais e regionais, adianta o mesmo texto.

Esta declaração, impulsionada pela Espanha, foi um modo de levar as instituições financeiras internacionais a “apoiarem de maneira urgente os países da América Latina no âmbito macroeconómico, a fim de estabilizar os fluxos de capitais, garantir a liquidez e aumentar a margem fiscal, reforçando, assim, os sistemas de saúde e de proteção social, com especial atenção ao emprego”, refere ainda a mesma nota publicada no site da SEGIB.

Portugal tem, segundo a nota, “um papel de destaque na Cooperação Ibero-Americana, onde participa em 14 programas, iniciativas e projetos adstritos, além de ser um ator fundamental na promoção da lusofonia na região”, conclui o texto.

Segundo a nota de agenda do Ministério dos Negócios Estrangeiros português, no encontro de trabalho que Augusto Santos Silva terá esta terça-feira com Rebeca Grynspan, será discutida “a relação e a cooperação com a região da América Latina” e a próxima Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da SEGIB.

Mas serão também abordados temas internacionais, como a situação na Venezuela e será igualmente discutida a candidatura da CPLP a observador consultivo da Conferência Ibero-americana.

Artigos relacionados
AngolaLusofonia

Angola já prepara presidência da CPLP

LusofoniaSociedade

Quatro Estados-membros da CPLP já têm estratégia digital aprovada

LusofoniaPolítica

Situações de emergência juntam ministros da CPLP

LusofoniaSociedade

Jovens advogados de países de língua portuguesa constituem associação representativa

Assine nossa Newsletter