China cumprirá promessa de proteção da Antártida? - Plataforma Media

China cumprirá promessa de proteção da Antártida?

Discussões surgem semanas depois que o presidente chinês Xi Jinping se comprometeu com o papel de liderança em biodiversidade nas Nações Unidas. Ambientalistas esperam que Pequim apoie o maior acordo de zona de conservação da história para proteger o Oceano Antártico

A China terá uma possibilidade esta semana de cumprir o seu compromisso de se tornar um líder em liderança ecológica, com três novas áreas marinhas protegidas na Antártida em debate que, se bem-sucedidas, seriam o maior evento de proteção ambiental da história.

Os chineses opuseram-se a pelo menos uma das propostas para deliberação da Comissão de Conservação dos Recursos Vivos Marinhos da Antártida (CCAMLR) nos últimos nove anos, mas os ambientalistas esperam uma reviravolta à luz de uma série de promessas de Xi Jinping durante a conferência da ONU sobre Biodiversidade no início deste mês.

A CCAMLR faz parte do sistema de tratados da Antártida que administra a conservação da região e tem 25 membros, incluindo EUA, Grã-Bretanha, China e Rússia. As áreas protegidas propostas – Antártida Oriental, Mar de Weddell e Península Antártida – cobrem quase quatro milhões de quilómetros quadrados do Oceano Antártico.

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter