Governadores planeiam consórcio para ter vacina da China à revelia de Bolsonaro - Plataforma Media

Governadores planeiam consórcio para ter vacina da China à revelia de Bolsonaro

Governadores e secretários de Saúde do País planeiam união num consórcio para financiar e distribuir a Coronavac, assim que houver aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

 A alternativa ganha força diante da possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro ignorar a vacina contra a covid-19, hoje em desenvolvimento pelo laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantã, por causa de disputas políticas com o governador João Doria (PSDB) e o país de origem do produto.

Bolsonaro disse à Rádio Jovem Pan que não comprará o imunizante mesmo se liberado pela Anvisa. Há, diz, “descrédito muito grande” da população sobre a Coronavac e a China.

A possibilidade de os governadores se articularem em consórcio foi adiantada pela Coluna do Estadão. A ideia ainda embrionária, porém, esbarra na dificuldade de ter recursos sem apoio federal. Representantes de Doria pediram R$ 1,9 bilhão ao Ministério da Saúde no projeto da vacina, mas o valor total pode ser maior. Uma das fontes de recursos estudada para a Coronavac é a Medida Provisória 994, que prevê R$ 2 bilhões para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O dinheiro é destinado ao desenvolvimento de outra vacina, de parceria da farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford (Reino Unido). A ideia seria obter, na tramitação da MP no Congresso, a destinação de parte do montante ao Butantã e à pesquisa da Coronavac.

Em agosto, Doria pressionou a bancada paulista na Câmara para isso. Em reunião virtual com os deputados, disse que não poderia haver politização da vacina. Ele considerou uma discriminação que a MP destinasse todo o dinheiro só para a Fiocruz e nada ao Butantã.

Leia mais em ISTOÉ

Artigos relacionados
BrasilChina

Bolsonaro desmente ministro da Saúde e diz que Brasil não vai comprar vacina da China

BrasilPolítica

Ministério da Saúde fecha acordo com governo de SP para Coronavac

BrasilSociedade

CoronaVac é a vacina em teste mais segura contra Covid-19, diz presidente do Butantan

BrasilChina

Como o Brasil está a ajudar a China na corrida pela vacina

Assine nossa Newsletter