UE e zona euro registam défices históricos no segundo trimestre

União Europeia e zona euro registam défices históricos no segundo trimestre

Valores ultrapassaram os 11% do PIB. A dívida pública em percentagem do produto trepou acima dos 95% nos países da moeda única.

No segundo trimestre deste ano, os défices na União Europeia e na Zona Euro ultrapassaram os 11%, para valores históricos, segundo dados revelados nesta quinta-feira pelo Eurostat.

“No segundo trimestre de 2020, marcado por medidas de contenção da covid-19 em todos os Estados-membros, o rácio do saldo ajustado das administrações públicas em relação ao PIB situou-se em 11,6% na área do euro e 11,4% na União Europeia (UE)”, começa por indicar o gabinete europeu de estatística.

Trata-se do “maior défice registado tanto na zona euro como na UE desde o início da atual série, bem como o maior aumento em cadeia”, aponta o Eurostat, acrescentando que no período “todos os Estados-membros registaram um défice orçamental”.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
MundoPolítica

Cimeira virtual dos líderes da UE no dia 29 para discutir pandemia

Cabo VerdeEconomia

Cabo Verde já recebeu 19 milhões de euros em apoios da União Europeia

MundoSociedade

Irlanda é primeiro país da UE a retomar 'lockdown', mas mantém escolas abertas

MoçambiqueSociedade

Moçambique/Ciclones: UE preocupada com famílias que continuam em situação vulnerável

Assine nossa Newsletter