Edgar Pinto alega inocência e diz tratarem-se de análises após cirurgias

Edgar Pinto alega inocência e diz tratarem-se de análises após cirurgias

Corredor suspenso provisoriamente devido a anomalias no passaporte biológico revelou serem as suspeitas relativas a épocas anteriores à sua entrada na W52-FC Porto e devidamente justificadas

Edgar Pinto, em comunicado, garantiu a sua “inocência e vontade de afastar suspeitas”, depois de ter sido suspenso provisoriamente por anomalias no passaporte biológico.

O corredor da W52-FC Porto revelou ainda serem essas diferenças nos seus valores sanguíneos – o passaporte biológico é uma comparação entre várias análises ao sangue – relativas a 2015, 2016 e 2017, quando ainda não representava os portistas, e terem surgido devido a “diversas intervenções cirúrgicas, resultantes de várias quedas graves.”

Leia mais em O Jogo

Related posts
Desporto

Connor Fields tem alta hospitalar e regressa aos Estados Unidos

Desporto

Quedas marcam o Tour. Ciclistas protestam contra falta de segurança

Desporto

Merlier sobrevive às quedas para vencer a terceira etapa do Tour

Desporto

Rui Costa revela que foi atropelado por moto da corrida na Volta à Catalunha

Assine nossa Newsletter