Cruzeiros tentam manter-se à tona num mundo marcado pela pandemia

Cruzeiros tentam manter-se à tona num mundo marcado pela pandemia

Muitas empresas de cruzeiros estão a planear um regresso gradual às operações, com um olhar atento no mercado chinês e nos novos surtos de COVID-19 a nível mundial.

O turismo doméstico na China está em forte recuperação da pandemia de coronavírus, no entanto o efeito de contágio na indústria de cruzeiros ainda precisa de ser testado.

“Embora fortemente atingidas pelo surto de Covid-19 as pessoas, que procuram por natureza a reunião social, e o enorme potencial da indústria de cruzeiros não serão revertidos pela pandemia”, disse Liu Zinan, presidente da Royal Caribbean Cruises Asia. Uma força motriz da indústria do turismo.”

Os navios de cruzeiro foram os primeiros focos de infecção de grupo, no início do ano, forçando-os a pararem as operações e os países a fecharem os seus portos de acolhimento. A nova onda de infecções por coronavírus nos EUA e na Europa não ajudará à recuperação da confiança por parte dos consumidores a curto prazo.

Um relatório recente do Daily Mail mostrou fotos de cinco grandes navios de cruzeiro dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha e da Itália abandonados numa doca turca, a aguardarem o desmantelamento para a sucata. A Carnival Corp anunciou que vai reduzir a sua frota em 13 navios este ano.

As autoridades de Xangai, no entanto, continuam otimistas sobre o futuro do setor, assim que o mundo se liberte da pandemia. A China era o maior mercado emergente de navios de cruzeiro antes do início da Covid-19.

Para dissipar os receios dos consumidores, as empresas de cruzeiros e os terminais de acolhimento estão a fazer tudo o que podem para mostrar as medidas que estão a tomar no sentido de garantirem a saúde e a segurança dos passageiros.

Leia mais em português no Shanghai Daily.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoSociedade

Coreia do Sul pretende alcançar “imunidade de grupo” em Novembro

CulturaLusofonia

Associação de Macau desafia comunidades lusófonas a retratarem pandemia

MacauSociedade

Vacinação gratuita em Macau abrange TNR e estudantes de fora

MundoPolítica

Atraso da vacina nos países mais pobres ameaça economias desenvolvidas

Assine nossa Newsletter