Robinho se diz perseguido pela Globo como Bolsonaro e diz que vai marcar gol e homenagear presidente - Plataforma Media

Robinho se diz perseguido pela Globo como Bolsonaro e diz que vai marcar gol e homenagear presidente

Interceptações telefônicas mostraram jogador fazendo comentários jocosos sobre caso de violência sexual

Em áudios enviados pelo aplicativo WhatsApp a amigos, o jogador Robinho, 36, se diz perseguido pela Rede Globo e se compara ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que, segundo ele, teria sido atacado pela emissora durante as eleições presidenciais de 2018.

A autenticidade dos áudios foi confirmada pela advogada do jogador, Marisa Alija.

Após intensa pressão de patrocinadores e torcedores, o Santos anunciou que o acordo que havia fechado com Robinho foi suspenso em comum acordo nesta sexta-feira (16).

Reportagem do site globoesporte.com (GE), do grupo Globo, revelou interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça italiana tidas como fundamentais para a condenação em primeira instância de Robinho por violência sexual de grupo.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Artigos relacionados
BrasilPolítica

Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade de vacina para Covid-19

BrasilPolítica

Entrevista exclusiva a Celso Amorim: "Brasil tem um governo de extrema-direita”

BrasilPolítica

Secretários da Saúde culpam Bolsonaro por crise das vacinas e defendem ministro

BrasilChina

Bolsonaro desmente ministro da Saúde e diz que Brasil não vai comprar vacina da China

Assine nossa Newsletter